Artigos

4 questões que os líderes devem perguntar-se regularmente.

por Magui Castro - 18/02/2016

Em uma rotina atribulada, com dezenas de eventos e importantes compromissos, a maior parte dos líderes acaba criando um ambiente em que analisar o próprio trabalho e atuação é cada vez mais raro.

Apesar de parecer simples, avaliar seus pontos positivos e negativos exige um tempo de dedicação. Esse processo não beneficia apenas o próprio profissional, mas também as equipes e os resultados. Para facilitar a autoanálise, é importante questionar-se regularmente sobre as atitudes e desempenho dentro da rotina de trabalho, e entre essas questões, podemos destacar quatro que merecem ser feitas com frequência:

O que eu tenho feito? Realizar essa pergunta com regularidade permite a reflexão sobre o progresso pessoal do líder e também da empresa. Só conseguimos ter a noção do quão longe podemos ir monitorando o nosso trabalho e os projetos que realizamos, avaliando a qualidade e o prazo.

Como estou tratando minha equipe? Não é novidade que ser líder, em muitos casos, significa viver em uma posição solitária. É função desse profissional assumir as responsabilidades por atitudes dele e de toda a companhia. A equipe é parte fundamental dos resultados bem-sucedidos da empresa e, por isso, concentrar-se em compreender os pedidos e anseios desse time deve ser uma preocupação recorrente.

Estou incentivando a empresa a ter um ambiente de inovação? Atualmente, todas as empresas buscam soluções inovadoras para conseguir mais sucesso no mercado. É função do líder se questionar se está de fato criando um local para que sua equipe possa debater e ouvir novas ideias, onde haja um livre canal para discussões e divergências e que, de forma construtiva, todos caminhem para o progresso da organização.

Eu consigo cumprir com o meu discurso? Nada é mais desastroso do que um líder que não cumpre o seu discurso. Nesse caso, vale a pena ser sincero e transparente com os times e dizer as novidades e notícias de maneira clara, vislumbrando sempre a solução e nunca enaltecendo o problema. Essa postura é fundamental para que a empresa tenha um líder de confiança e parceiro dos times.

Obviamente, os líderes não devem limitar a sua rotina em apenas quatro perguntas. Mas vale a pena criar um hábito a partir dessa ação e, dessa maneira, engajar muito mais suas equipes, tornando-se um profissional de renome e respeito.

 

Fonte: ABRH-Brasil 

Patrocinadores de gestão