Artigos

Faça o que você ama das 20h às 23h (ou em feriados)

por RICARDO OLIVEIRA - Fundador do Dois Cafés, jornalista e mestre em comunicação pela UFPB. - 16/11/2016

A essa altura você já deve estar cansado de ler não somente textos sobre “fazer o que ama”, como também aquelas respostas enfáticas sobre isso ser uma mentira. Se você leu com atenção e sem muito preconceito os dois tipos de textos vai ver que ambos estão certos e também errados. De um lado sobra a beleza de acreditar que é possível fazer o que ama no seu trabalho (e a ilusão de que isso é fácil); do outro, sobra a crença de que nem todo mundo tem isso bem definido, então deve fazer o que se sabe fazer – não necessariamente seguir uma “paixão”.

Se ambos estão certos e errados, o que dizer, então? Que você deve fazer o que ama, mas precisa entender que isso, muito frequentemente, não se alcança da noite para o dia.

Reformule-se sempre
Minhas ideias estão em constante reformulação. Aprendi a aceitar isso e parei de querer ter um conceito muito bem definido e material do que quero fazer para o resto da vida. Depois de algum tempo, descobri que quando se trata de um propósito, vale mais a pena ter uma bússola do que é um Google Maps.

Você deve fazer o que ama, mas precisa entender que isso, muito frequentemente, não se alcança da noite para o dia.
Não foram poucas as vezes em que tracei objetivos claros e específicos para vida e percebi, um tempo depois, que fiz outras escolhas mais felizes e que me deixaram mais satisfeito. É possível que seja assim com seu negócio – tem sido assim com os meus. Sua ideia empreendedora pode (e acho que deve) estar bem mais aberta e flexível no início da jornada. Quanto mais fechada e hermética, menos flexível ela é a possíveis novos interesses que você desenvolve ou às intempéries da vida.

O que isso tem a ver com o início do texto? Talvez a sua paixão mude e definir esse tipo de propósito também influencia sua agenda diária – o tanto de tempo que você gasta com o que é prioridade, com as urgências, com as paixões. Para a grande maioria das pessoas, é necessário trabalhar e pagar contas, independente desse trabalho ser sua paixão ou não. Mas, é preciso lembrar: você ainda tem das 20h às 23h para trabalhar seu sonho. Se esse horário está vago na sua vida, está na hora de quebrar o descanso alguns dias por semana.

Empreenda em casa, monte sua grife, comece o canal no YouTube, prepare cupcakes, elabore as consultorias, escreva seu livro, edite o podcast, faça o que você ama das 20h às 23h ou em feriados como hoje.

Gary Vaynerchuck, um cara cujo conteúdo eu odeio amar e amo odiar, fala algo muito importante sobre tudo isso: estamos em 2016 e você ainda está trabalhando em algo que odeia? Pare de assistir Game of Thrones e comece a fazer o que você sonha em fazer:

Uma hora, talvez não demore muito, você consegue virar a mesa, formalizar a empresa, pedir demissão e gastar seu tempo principal com sua paixão. Enquanto isso, não reclame que o mundo não te dá espaço, que você não tem possibilidades para colocar suas ideias geniais em prática no trabalho. Fazer sua vida acontecer não é responsabilidade do seu chefe.

 

Fonte: http://vamosempreender.com.br/faca-o-que-voce-ama-das-20h-as-23h-ou-em-feriados-como-hoje/

Patrocinadores de gestão